E foi assim o 7º Natal Solidário

O Natal chegou mais cedo à Roda Pedaleira, na manhã de 16 de Dezembro os DENTs se levantaram cedinho, cheios de entusiasmo como crianças que na manhã de natal correm para o pinheiro de natal para abrir as suas prendas!

A nossa prenda não eram brinquedos, nem chocolates, nem sequer aquele par de meias quentinhas da avó, era sim a vontade de ajudar o próximo e de marcar a diferença na vida de alguém.

Montado o estandarte começavam a chegar os primeiros amigos do pedal pois o Natal Solidário da Roda Pedaleira é feito por todos, que como sempre respondem à chamada de ajuda e contributo!

Um pequeno almoço com o belo Bolo Rei da Pastelaria Vida Nova prometia atestar os ciclista para que houvesse  força para chegar a todas as instituições e entregar as prendas.

Reunido o grupo de duas centenas de “Pais Natal” partiu-se em direcção à primeira instituição, o Centro de Acolhimento do Loreto onde fomos recebido de braços abertos pelas crianças e responsáveis da instituição, é esta força gerada pelos sorrisos e pela alegria que move a máquina da Roda Pedaleira!

Logo de seguida fazia-mo-nos à estrada já com o Hospital Pediátrico de Coimbra no destino do GPS!

Chegados ao Hospital Pediátrico mais uma vez se formou o cordão humano que transporta as prendas desde as carrinhas, eram muitas para levar nas bicicletas, até à Árvore de Natal na entrada. Um grupo de animadores estava preparado para levar alegria e diversão até às crianças aqui internadas.

Lá deixamos os nossos “malucos de estimação” a entreter a criançada e partimos para a instituição seguinte, a Associação de Defesa e Apoio da Vida.

Mais uma “descarga” de prendas onde até os mais pequeninos e futuros DENTs da Roda Pedaleira ajudaram a entregar os presentes, pois não tentamos só ensinar a andar de bicicleta mas também os valores de partilha e ajuda ao próximo.

De seguida partimos em direcção à próxima instituição, o Colégio dos Órfãos de São Caetano, ficando a faltar apenas uma instituição, a Casa de Infância Elísio de Moura.
Cansados de pedalar mas cheios de energia transmitida pelos sorrisos e pelo sentimento de missão cumprida voltámos a Eiras.

Facebooktwittermail